FGTS: Saiba se deve ou não aderir ao saque-aniversário

No mês de julho foi anunciado pelo governo do atual presidente Jair Bolsonaro duas novas modalidades para quem deseja sacar seu FGTS(Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Na primeira opção, todos os trabalhadores tem direito de retirar até 500 reais de cada conta, no período de setembro até março do próximo ano, dependendo do mês de nascimento do trabalhador. Já na segunda opção, que é chamada de Saque -Aniversário, possibilita que sejam feitos saques anuais, limitados e percentuais do saldo de cada conta. 

Publicidade

Contudo, aquele que optar por este modelo de saque terá que arcar com um contrapeso, pois não terá mais direito de sacar o dinheiro do benefício em caso de demissão sem causa justa.  No caso do trabalhador que optar por esta forma de saque e se arrepender, o acordo poder ser desfeito, mas ainda terá que cumprir um prazo de carência de dois anos, mas a multa de 40% paga pelas empresas ao trabalhador continua valendo nesta modalidade. 

Já que mesmo com seus pontos positivos, o trabalhador que optar por este modulo pode correr o risco de ficar algum dia desempregado e também sem dinheiro, vamos mostrar agora algumas variáveis que podem influenciar na sua decisão, confira algumas delas abaixo:

Para quem possui dívidas 

De acordo com o coordenador do MBA em gestão financeira da FGV, Ricardo Teixeira, pessoas que possuem dividas que não comprometem a renda da família, não devem optar por este saque, apenas para o trabalhador que conseguirá quitar ou uma boa parte da dívida, se este não for o caso, o trabalhador não vai nem conseguir ficar fora dos juros e ainda estará sem o benefício quando precisar. O trabalhador que tem 30% de sua renda usada em dividas, portanto tem uma boa oportunidade de quitá-las de acordo com o coordenador de finanças do MBA em finanças do Ibmep, Felipe Pires. 

Para quem pretende investir 

Para o trabalhador que pretende usar o dinheiro do saque aniversário para fazê-lo render mais do que renderia no fundo, esta é uma boa opção, mas de acordo com o planejador financeiro Carlos Castro, colocar este plano em prática não é uma tarefa muito fácil, pois é necessário que seja feita uma autoavaliação na maneira de que cada um tem controle de seus gastos antes de optar por este modelo de saque. 

Publicidade

Para quem possui dinheiro guardado 

Para o trabalhador que já conseguiu fazer seu pé de meia, e possui uma reserva financeira para caso um dia fique desempregado, que para Pires, ela deve cobrir cerca de 8 a 12 meses de trabalho, para que não ocorra nenhum problema, a opção do saque-aniversário pode sim ser uma boa escolha, já que seu dinheiro ainda estará rendendo no fundo, poderá sacar uma parte todo o ano. 

Para que está perto de se aposentar 

Está não é uma boa opção, já que o trabalhador receberá o total da quantia que terá rendido juros enquanto estava no fundo, por isso se já está perto de se aposentar mais vale esperar um pouco e sacar a quantia toda. E ainda vale lembrar que o trabalhador ainda pode fazer a retirada da quantia total ao completar 70 anos. 

Para quem possui estabilidade no trabalho 

Já que no caso de optar por este saque o trabalhador pode correr o risco de ficar desempregado e sem recursos, esta opção é boa para servidores públicos que possuem maior estabilidade empregatícia do que trabalhadores da iniciativa privada. 

Para quem acabou de entrar no mercado de trabalho 

Neste caso o saque deve ajudar, já que mesmo se o trabalhador for demitido não haverá dinheiro suficiente para que possa se manter sem trabalhar, dessa maneira então mais vale a pena sacar uma pequena quantia do dinheiro e mesmo assim ela ainda continuará rendendo juros no fundo. 

Para quem tem grandes gastos pela frente 

Esta opção de saque não é indicada para este tipo de gasto, como por exemplo viagens ou casamentos, pois deve ser usada para formar uma reserva para quando necessitar. 

Para quem está desempregado 

No caso de trabalhadores que foram demitidos por justa causa ou se demitiram, somente podem efetuar o saque da quantia completa depois de um período de três anos, e se este for o caso e o período já esteja no fim, a melhor opção é esperar e sacar a quantia completa, mas já para quem acabou de ficar desempregado por justa causa ou se demitiu, pode ser uma boa opção, pois essa quantia poderá ajudar neste período sem emprego. 

Veja o calendário e alíquotas do saque de aniversário 

De acordo com a Caixa Econômica Federal, os recursos do saque-aniversário serão liberados a partir de abril do próximo ano, para os nascidos entre janeiro e fevereiro. No caso de o trabalhador não fazer um comunicado ao banco informando a intenção do saque-aniversário irá permanecer no plano atual. As informações necessárias para aderir ao novo saque serão divulgadas no dia 1º de outubro, e seguirão um cronograma de acordo com o nascimento do trabalhador, confira abaixo: 

Além das datas para o saque o trabalhador também precisa saber sobre os limites de saque para cada conta, confira abaixo uma tabela com os valores: 

O que você achou desta matéria?

Ela foi útil?

Comente abaixo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.